Dicas para valorizar o carro antes de vender



Um automóvel em bom estado vale mais. Saiba como, seja na direção ou manutenção, deixar seu veículo bem cuidado. Por isso, vale a pena se atentar a alguns cuidados simples, seja na direção ou manutenção, que podem manter o veículo em melhor forma e valendo mais na hora da venda ou troca. Confira algumas dicas:

Manual e revisões
Nem todo mundo se atenta as valiosas informações disponibilizadas no manual do veículo, mas ele é extremamente importante para o uso e manutenção adequada, que fazem toda a diferença no momento da venda ou troca.

— As recomendações apontadas pelas montadoras são vitais para que, por exemplo, o motorista respeite o momento de revisar ou trocar determinadas partes e fluídos. Outra dica importante são as revisões, sejam as programadas pela montadora, para manter a garantia de fábrica, ou as do dia a dia, antes de pegar a estrada — explica Leandro Richter, a frente do Varejo da DPaschoal.

Pneus calibrados
Cuidar das rodas precisa ser rotineiro e periódico. Se programe para calibrar, se atentando a pressão recomendada pelo fabricante, pelo menos a cada duas semanas e sem se esquecer do estepe. Falando em alinhamento, balanceamento e suspensão – se atente a esses detalhes também. Além de respeitar as recomendações da montadora, tente realizar uma revisão de segurança quando notar irregularidades como o carro puxando para um lado, ou vibrações no volante.

Troca de filtros e fluídos
Economizar ou retardar a substituição desses itens não é uma boa ideia, ao contrário do que muita gente recomenda.Se os filtros e fluídos necessários ao bom funcionamento do veículo não forem trocados dentro do prazo previsto, podem gerar imensos prejuízos.

— A lubrificação inexistente ou comprometida tende a diminuir o desempenho do veículo, além de aumentar o consumo de combustível. Outro perigo, ainda mais sério, é fundir o motor e ter de gastar uma fortuna para trocá-lo — explica Leandro.
Portanto, siga a recomendação de fábrica e cheque, trocando quando necessário, os fluídos e filtros.

Óleo de qualidade
Um lubrificante de qualidade inferior ou duvidosa por colocar em risco o motor do seu veículo, afetando ou anulando completamente seu desempenho. Se a montadora sugerir o uso de óleos sintéticos, é recomendável que o dono do carro invista um pouco mais no momento da troca. Um conselho para quem está em busca de melhor custo-benefício é se atentar aos óleos modernos e de boa qualidade – a maioria não precisa de aditivos para desempenhar bem sua função.

Suavidade nos primeiros quilômetros
Se o carro é zero, especialistas recomendam que a direção nos primeiros 1.500 km seja feita com mais parcimônia. Ou seja, sem pisar demais nas primeiras semanas. Isso garante um funcionamento mais adequado do motor, bem como a troca das marchas, que pode ser antecipada um pouco, de forma a não ultrapassar os 3.500 rpm.

Comentários