Final de motovelocidade garante emoção em Interlagos


A segunda temporada da Yamalube R3 Cup chega ao seu final da melhor forma: tirando o fôlego do público presente em Interlagos. Seja pela instabilidade do clima, que dava sinais de chuva, ou pela garra dos pilotos que, mesmo com os vencedores das categorias Stock e Pró já definidas uma etapa antes, deram tudo de si, promovendo disputas emocionantes, o que se viu foi uma competição de motocicletas digna de deixar saudades... A mesma saudade que a Copa Yamaha RD 350 deixou, com todo o estrondoso sucesso em seu debute, em 1987.


Na etapa de encerramento, disputada em Interlagos, templo da motovelocidade brasileira, quem levou o troféu de primeiro colocado na geral foi Guilherme Brito, seguido por Odair Delefrati, e por Matheus Barboba, na terceira colocação. Na categoria Stock, o grande vencedor foi Guilherme Brito, com Niko Ramos em segundo e Alzahan Barrossi em terceiro. Já na Pro, os três primeiros lugares foram conquistados respectivamente por Odair Delefrati, Matheus Barboba e Sandro Paganelli. Eliton Kawakami, #27 foi o grande campeão da temporada 2017.

Ele manteve grande regularidade durante o ano, garantindo o título brasileiro ainda em Goiânia-GO, na 7ª Etapa do SuperBike Brasil. “Ton”, como é chamado, é um dos símbolos do sucesso da categoria, e na última corrida do ano teve a oportunidade de competir no grid da SuperSport com uma Yamaha YZF-R6, conseguindo inclusive um bom desempenho diante dos competidores.


Ao término do campeonato, Ton conquistou 170 pontos e ficou isolado na liderança da competição, seguido por Guilherme Brito, que fechou a temporada com 143 pontos. O terceiro lugar ficou com o piloto Niko Ramos, que pilotando com muita garra chegou aos 110 pontos. Mas há outros nomes que também se destacaram na temporada 2017, protagonizando belíssimas disputas.

São eles Guilherme Brito #19 (vencedor da corrida em Interlagos no último final de semana), Niko Ramos #822, Kaywan Freire #36, Davi Gomide #31, Humberto Turquinho #12, Bruno Gonzalez #98, Alexandre Gonzalez #89, Felipe Gonçalves #30 e Alzhan Barrossi #82. Na Pro, quem deu show em inúmeras etapas foi o piloto Sandro Paganelli, Rafael Traldi e Matheus Barbosa.

Sucesso em 2017

Durante o SuperBike Brasil 2017, a categoria Yamalube R3 Cup Stock alcançou grande sucesso dentro e fora das pistas. Trazendo revelações da motovelocidade, que entraram nas disputas ainda na infância e adolescência, a categoria teve um nível de disputa extremamente elevado, apresentando talentos que podem alimentar outras classes nos próximos anos.


Outro destaque dessa temporada foi a presença de Rafael Paschoalin como conselheiro dos jovens pilotos da Equipe Yamaha Racing, transmitindo toda sua experiência conquistada nas provas mais difíceis do motociclismo internacional, como o Ilha de Man TT, Pikes Peak e o GP de Macau. Paschoalin também empresta toda sua experiência ao SuperBike Brasil ao atuar também como comentarista das corridas da R3 Cup.

Fotos Atol da Artes/Divulgação





Comentários