Não esqueça de calibrar o estepe



O pneu do seu carro furou, você parou seu veículo em um lugar seguro, acionou o pisca-alerta, posicionou o triângulo, pegou o estepe e ele estava murcho!

É muito comum o motorista só se lembrar da importância do estepe no caso de uma emergência e não incluí-lo na rotina da calibragem semanal dos pneus de seu carro. E é mais frequente descobrir que o estepe não está calibrado e também não se encontra balanceado corretamente.

“Com o pneu murcho, o motorista começa a ter problemas na frenagem e também para desviar de outros veículos, aumentando em muito o risco de acidentes. Além de comprometer a dirigibilidade e a segurança, rodar com um pneu com pressão abaixo da ideal acaba por deteriorar o próprio pneu, reduzindo a sua vida útil”, alerta Rafael Astolfi, gerente de assistência técnica da Continental Pneus.

Se o pneu sobressalente do seu carro fica armazenado do lado de fora, como ocorre com diversos SUVs e modelos com proposta aventureira, a recomendação da Continental é realizar, além da verificação rotineira da pressão, uma checagem periódica contra possíveis furos ou danos resultantes da ação do ozônio; às lavagens, que acabam por retirar a cera protetora; ou às “encostadinhas” comuns durante os processos de manobra.

Para saber a pressão correta dos pneus do seu veículo basta consultar o manual do proprietário, as etiquetas afixadas nas portas, no batente das portas ou, ainda, no bocal de abastecimento de combustível.

Foto: Carro fotografia desenhado por Welcomia - Freepik.com

Comentários